Notícias

InícioJornal Aciaja - Edição 29Agora é oficial: Jaboticabal é a capital do amendoim

Agora é oficial: Jaboticabal é a capital do amendoim

A lei é sucinta. Publicada no Diário Oficial do Estado no dia 6 de janeiro de 2018, a Lei Estadual 16.640/2018 nomeia Jaboticabal como Capital do Amendoim. Sem efeitos práticos, além do reconhecimento, a lei, no entanto, coloca em evidência a cidade. De cada quatro toneladas que o Brasil exporta, uma tonelada sai de Jaboticabal. E o Brasil é o 13º produtor de amendoim do mundo, o 5º em exportação, e 90% da produção nacional está em São Paulo.

A maior parte do amendoim produzido em Jaboticabal é cultivado em sistema de rotação de cultura na terra ocupada pela cana-de-açúcar, que ficava ociosa por meses. Como a cultura da cana exige escala, o amendoim permitiu, ao pequeno produtor, manter-se no campo, arrendando terras de produtores maiores. Desta forma, o pequeno produtor de cana tornou-se também produtor de amendoim.

A Prefeitura Municipal de Jaboticabal e o Governo do Estado de São Paulo oficializaram a legislação. O título foi consagrado a 12 de janeiro, seis dias depois da publicação da Lei no Diário Oficial, em cerimônia realizada no Palácio dos Bandeirantes, em São Paulo.

A Lei nº 16.640 já está em vigor. O prefeito José Carlos Hori acredita que o título irá fortalecer o nome de Jaboticabal no Brasil, impulsionando a economia, seja na agricultura ou turismo.

Para o autor do projeto, o deputado Marco Vinholi, a economia do município é aquecida pelo amendoim. “Jaboticabal se fortaleceu muito nos últimos anos com plantio de amendoim. Temos um grande armazém que fica numa cooperativa importante para nosso estado, que é a Coplana, e através da cultura, Jaboticabal se tornou vetor de desenvolvimento”, disse.

Para o presidente da Coplana, José Antonio de Souza Rossato Junior, o título “é um marco histórico e que reconhece a pujante agroindústria do amendoim em nosso município. Ressalta a importância das famílias dos produtores rurais que se dedicam há várias gerações a esta cultura. Reconhece o legado e o trabalho visionário da Cooperativa, empresas beneficiadoras, fornecedores e parceiros ligados direta e indiretamente à cadeia do amendoim. Reconhece também a agroindústria da cana-de-açúcar, presente em nosso município e que proporciona o uso das áreas de reforma de  canaviais pelo amendoim de forma sustentável: uma simbiose Capital JABOTICABAL com ganhos agronômicos, sociais e econômicos. É uma oportunidade de criar uma agenda propositiva acerca do negócio amendoim em Jaboticabal, otimizar ainda mais os avanços em pesquisa no Campus da Unesp, fomentar investimentos na agroindústria, gerar oportunidades de emprego e maior renda para o município”, afirmou Rossato.

Opinião

Com o título, os empresários do ramo voltam os olhos para Jaboticabal.

“Temos um parque industrial, oferecemos vantagens, leis de incentivo e toda a estrutura necessária para receber empresas interessadas no agronegócio.” José Carlos Hori – Prefeito de Jaboticabal

Jaboticabal é a capital do amendoimACIAJA – Qual a importância para a economia local o fato de a cidade ter sido escolhida como a capital do amendoim?

JOSÉ CARLOS HORI – O título de capital do amendoim reconhece uma das vocações de nosso município, que é o agronegócio. O amendoim gera empregos desde o plantio, na entressafra da cana-de-açúcar; na sua comercialização e, felizmente, Jaboticabal conta com empresas que utilizam os grãos na produção de diversos produtos. Muitas pessoas não sabem, mas parte de nossa produção também é comercializada para grandes grupos, com produtos distribuídos em todo país. Também não podemos esquecer que a Coplana hoje é responsável pelo maior depósito de amendoim do mundo.

ACIAJA – Como Jaboticabal pode usufruir dessa nomeação para fomentar seu setor de agronegócio?

JOSÉ CARLOS HORI – Com o título, os empresários do ramo voltam os olhos para Jaboticabal. Temos um parque industrial, oferecemos vantagens, leis de incentivo e toda a estrutura necessária para receber empresas interessadas no agronegócio. Como disse, muitos grupos já utilizam o nosso amendoim. Por quê outros não podem se interessar? Jaboticabal tem condições de abrigar uma empresa de óleo de amendoim, por exemplo. Outro ponto importante é o turismo, principalmente para aquelas pessoas curiosas no turismo de agronegócio, que está em grande expansão em todo país.

O título coloca toda cadeia agroindustrial do amendoim em evidência

“É a oportunidade para criar uma agenda propositiva para o negócio amendoim, otimizar ainda mais os avanços em pesquisa no Campus da Unesp, fomentar investimentos na agroindústria, gerar oportunidades de emprego e maior renda para o município.” José Antonio de Souza Rossato Junior – Presidente da Coplana

Jaboticabal é a capital do amendoimACIAJA – Qual o impacto do Título para os produtores?

JOSÉ ANTONIO DE SOUZA ROSSATO JUNIOR – Este título coloca toda cadeia agroindustrial do amendoim em evidência. É um reconhecimento e fortalecimento dos produtores ligados à cultura do amendoim. Contudo, o impacto na produção, bem como no faturamento dos produtores, está mais relacionado à boa condução da cultura no campo, gestão de custos, clima e fundamentos do mercado de amendoim no Brasil e no exterior, do que em relação à conquista deste título. Todavia, a longo prazo, o surgimento de novos investimentos, pesquisas e o avanço em novas técnicas de produção no campo e na indústria podem trazer oportunidades de maior rentabilidade aos produtores.

ACIAJA – Como vê a política atual de fomento à produção?

JOSÉ ANTONIO DE SOUZA ROSSATO JUNIOR – O apoio do poder público é fundamental para o fomento à produção. Vale destacar dois bons exemplos: o principal programa de melhoramento genético de variedades de amendoim é capitaneado pelo IAC – Instituto Agronômico, que é um órgão de pesquisa do Estado de São Paulo, e que, por meio de uma parceria público-privada, alavanca estudos e pesquisas de variedades de amendoim com maior potencial produtivo, alta qualidade de grãos e maior resistência às doenças. Ainda, existe a Câmara Setorial do Amendoim, órgão ligado diretamente à Secretaria de Agricultura e Abastecimento do Estado de São Paulo, que reúne os principais players do negócio amendoim com o objetivo de propor ampla discussão em prol do fortalecimento e da definição de estratégias para o negócio amendoim no Estado de São Paulo. Cabe ressaltar que 90% da produção desta oleaginosa no Brasil estão concentrados neste Estado, índice significativo e que dá legitimidade às discussões desta Câmara.

Compartilhar

Escrito por

O autor não adicionar qualquer informação a seu perfil ainda

Deixe um comentário