AutorACIAJA

InícioArtigos postados por ACIAJA (Página 7)

Natal Encantado – Programação Cultural Oficial

 

Data: 23 de novembro a 23 de dezembro de 2016

Projeto Feliz Natalivro – O presente é o Futuro
Doação de livros de literatura infantil
Concurso Cultural: Dê um nome para nossa Árvore de Livros!
Local: Biblioteca Pública Municipal “Julia Luiz Ruete”

Data: 30 de novembro de 2016 

“Natal Cantado”
Horário: 19h30
Local: Colégio Santo André

Quermesse de Santo André – Produtos natalinos em prol do Lar Santo André
Horário:
  21h
Local: Pátio do colégio

Data: 02 a 04 de dezembro 

Feira Natal com Arte
Local: Estação de Eventos “Cora Coralina”

Data: 05 de dezembro 2016 

Acendimento das Luzes do Senac Jaboticabal
Apresentação da Banda Musical São Luis / Papai Noel
Horário: 19h30
Local: Rua Rui Barbosa / Praça 9 de Julho

Parada de Natal de Jaboticabal – Chegada do Papai Noel
Fechamento com a Banda Musical São Luis
Horário: 20h30
Local: Rua Rui Barbosa / Praça 9 de Julho

Data: 09 de dezembro 2016

Desfile da Banda Musical Charmusic e Papai Noel
Horário: 20h30
Local: Rua Rui Barbosa / Praça 9 de Julho

Data: 10 de dezembro 2016

Casa Aberta Senac Jaboticabal
Horário: 09:00 – 18:00

Data: 12 de dezembro

Noite de Belém de Jaboticabal (21ª edição)
Horário: 20h | Caminhada – Rua Rui Barbosa

Coral “Nilce Lellis”
Horário: 20H
Local: Concha Acústica “Lions Clube de Jaboticabal”

Encenação
Horário: 20h30
Local: Concha Acústica “Lions Clube de Jaboticabal”

Data: 14 de dezembro

Coral do Zappa Maestro Instituto Musical
Horário: – 20:30h
Local: Praça 9 de Julho

Data: 15 de dezembro

Caravana de Natal Coca Cola com Papai Noel
Horário: – 19h ás 22h30
Local: Vias públicas

Data: 15 de dezembro

Orquestra “Cordas Caipiras” – Escola de Arte “Francisco Berlingieri Marino” | Regência: Tiago Brasil
Horário: – 20:30h
Local: Praça 9 de Julho

Data: 16 de dezembro

Coral Novo Canto – 1ª Igreja Batista de Guariba
Horário: – 20:30h
Local: Praça 9 de Julho

Data: 18 de dezembro (domingo)

Campanha Natal Encantado Solidário – Entrega de brinquedos arrecadados
Evento com o  Ator Murilo Meola – SBT
Local: Praça 9 de Julho
Horário: 15:00

Data: 21 de dezembro (quarta-feira)

Coral Vida – Igreja Presbiteriana de Jaboticabal
Regência: Maestrinas Fabiana Oliveira Santos e Renata Filipak
Horário: 20h30
Local: Praça 9 de Julho

Data: 22 de dezembro (quinta-feira)

Corporação Musical “Gomes e Puccini”
Regência: Maestro Charlon Leite Bueno
Horário: 20h30
Local: Praça 9 de Julho

Concertos Natalinos 2016

Data: 03 a 25 de dezembro (sábados e domingos à noite)

Músicas Natalinas na Fonte Luminosa “Vitória Régia”
Local: Praça Dr. Joaquim Batista

Data: 07 de dezembro (quarta-feira)

Fanfarra da APAE Jaboticabal
Horário: 19h30
Local: Praça 9 de Julho

Data: 14 de dezembro (quarta-feira)

Coral do Zappa Maestro Instituto Musical
Horário: 20h30
Local: Praça 9 de Julho

Data: 15 de dezembro (quinta-feira)

Orquestra “Cordas Caipiras” – Escola de Arte “Francisco Berlingieri Marino”
Regência: Tiago Brasil
Horário: 20h30 –
Local: Praça 9 de Julho

Data: 21 de dezembro (quarta-feira)

Coral Vida – Igreja Presbiteriana de Jaboticabal
Regência: Maestrinas Fabiana Oliveira Santos e Renata Filipak
Horário: 20h30
Local: Praça 9 de Julho

Data: 22 de dezembro (quinta-feira)

Corporação Musical “Gomes e Puccini”
Regência: Maestro Charlon Leite Bueno
Horário: 20h30
Local: Praça 9 de Julho

 

Abel Zeviani
Diretor de Cultura de Jaboticabal

Compartilhar
Continue Lendo

Natal Encantado – Vai ter Solidariedade Sim!

Vai ter Solidariedade Sim. Na manhã desta sexta-feira, 25 de novembro, representantes da ACIAJA, CDL, Sincomércio e Senac estiveram reunidos com ONGs de Jaboticabal para delinear a campanha de arrecadação de brinquedos e alimentos.

Participaram da reunião lideranças da ABC Down, Apae, Olhos D´Alma, Cever, Amor Solidário, Unenlar, Lar Santo André, Recanto Menina, Asilo São Vicente de Paula e Casa do Menor Aprendiz Joana de Ângelis.

A Campanha Natal Encantado Solidário tem como padrinho o ator Murilo Meola, que é o Luiz na novela infanto juvenil Cúmplice de um Resgate no SBT e estará em Jaboticabal para um grande encontro com a comunidade na tarde do dia 18 de dezembro.
Compartilhar
Continue Lendo

Instituto de Pesquisas de Jaboticabal comemora um ano levantando informações para o setor produtivo

A ACIAJA realizou, no dia 31 de outubro, evento de comemoração de um ano de fundação do Instituto de Pesquisas de Jaboticabal – IPEJA, no salão nobre Nilo de Stéfani, na sede da ACIAJA.

O Instituto apresentou os resultados de pesquisas já realizadas ao longo de um ano de atividade, como o mapeamento das indústrias locais, pesquisa sazonais sobre preços (Volta às Aulas, Páscoa e Dia das Crianças) e Pesquisa de Qualidade de Vida em Jaboticabal, que registrou a nota média da população de 6,52, numa escala que vai de um a 10.

A diversificação e expansão das pesquisas – na fundação do IPEJA eram previstos apenas os mapeamentos setoriais – representam um salto em relação ao objetivo inicial de lançamento do Instituto.

Para 2016, já está prevista a pesquisa de preços sobre produtos natalinos. Além disso, será feito um trabalho sobre as expectativas de comportamento do consumidor, para identificar como ele pretende utilizar o 13° salário neste fim de ano.

Em 2017, o IPEJA deve implantar pesquisa para divulgar os índices da Cesta Básica em Jaboticabal. Para o setor produtivo, o Instituto deve finalizar o mapeamento dos setores de serviços e agronegócios – a pesquisa do setor de comércio, em andamento, deve ser finalizada ainda este ano.

A criação do IPEJA veio de encontro à necessidade do setor produtivo de Jaboticabal de contar com números mais precisos de sua economia, para estabelecer estratégias mais assertivas para o desenvolvimento dos segmentos comercial, industrial, de serviços e agronegócios locais.

“A pesquisa é um instrumento matemático que verifica a realidade do momento e direciona melhor as iniciativas do segmento, para atender melhor o interesse dos consumidores e dos empresários”, afirmou o Dr. Edu Fenerich, Presidente da Câmara de Vereadores de Jaboticabal.

“Percebemos que os empresários que nos procuravam tinham dificuldade de conseguir algumas informações, como mão de obra qualificada para melhorar seu negócio. O IPEJA parte de uma ideia existente na Associação Comercial e Industrial de Ribeirão Preto – ACIRP, que atua como parceira do projeto, auxiliando na superação das dificuldades iniciais de projetos desse tipo”, disse o secretário de Indústria, Comércio e Turismo de Jaboticabal, Sérgio Nakagi.

“O Instituto está comemorando um ano, e precisamos do apoio do setor empresarial para que ele continue em atividade. O IPEJA é fundamental para desenvolvimento do setor produtivo da nossa cidade, para decidir estratégias de negócio, como o momento de produzir”, afirmou Arthur Guzzo, empresário e Presidente da ACIAJA.

Pesquisador responsável pelo IPEJA e Professor Doutor da Unesp de Jaboticabal, Adriano Reis Lucente avalia que o atual momento do IPEJA supera as expectativas do início do projeto. “Ampliamos muito aquilo que foi projetado. A partir de uma base de dados, demos andamento a pesquisas com cada setor econômico, pesquisas sazonais e de qualidade de vida. Também melhoramos nosso espaço de trabalho, adquirindo novos equipamentos”, completou.

“Os objetivos do Instituto foram atingidos e, de certa forma, superados, pois no início tínhamos como objetivo apenas as pesquisas setoriais, mas pudemos incluir estudos sobre o preço de produtos característicos de períodos sazonais, como Páscoa, Volta às Aulas, Dia das Crianças e Natal. Para os próximos anos pretendemos dar continuidade e ampliar as pesquisas, para criarmos dados e séries históricas e comparar os resultados anuais”, afirmou Caio Cesar Barboza, pesquisador do IPEJA.

O evento contou com a palestra do Economista da ACIRP, Gabriel Couto, que abordou os cenários econômicos nacionais e regionais. Ele também falou sobre a importância do instituto para a economia de Jaboticabal. “É importante uma entidade como o IPEJA para se ter uma ideia global do cenário econômico do município. Para o empresário, é muito bom poder contar com um instituto de pesquisas, para se preparar melhor para os desafios que cada setor apresenta”, avaliou.

Para contratar os trabalhos do Instituto e fazer uma cotação para realização de pesquisas, entre em contato com a Aciaja pelo telefone 16-32020315.

Compartilhar
Continue Lendo

Eleições 2016 – Júnior De Vitto e Dr. Nechar

Qual é o caminho para o desenvolvimento de Jaboticabal?

Natural de Jaboticabal, Benedito De Vitto Júnior é empresário desde 2002. É casado com Izilda Nacarato De Vitto com quem tem dois filhos: Beatriz, de 19 anos e Matheus, de três anos. Em 2012, elegeu-se vereador e em 2014, lançou-se candidato a deputado estadual, obtendo votos em 121 municípios paulistas e maciça votação em Jaboticabal.

Sérgio Antônio Nechar é médico, mestre em medicina, especialista em Gestão Avançada e MBA em Gestão de Serviços da Saúde. Foi professor universitário por 35 anos, presidente de diversas entidades, vereador e Deputado Federal. Na Câmara Federal foi o relator do projeto que instituiu a Política Nacional dos Resíduos Sólidos, autor do projeto “Aqui tem farmácia popular” entre outros.

Partido: PSB
Número: 40
Coligação: Vamos juntos mudar Jaboticabal


Aciaja
– Por que se candidatar à Prefeitura de Jaboticabal? 

Júnior De Vitto Sou um homem movido a desafios, com uma vontade imensa de contribuir com a minha cidade. Preparei-me para isso, passei pela câmara municipal onde conheci de perto praticamente todos os problemas do nosso município e irei enfrentá-los com coragem em conjunto de uma equipe técnica e competente, escolhida por mim, pelas entidades de classe e também pela sociedade. Participei de seminários e cursos de gestão de cidades, conheço de perto os anseios da sociedade, me interei dos desafios a serem superados e me vejo preparado para essa missão que é fazer de Jaboticabal uma cidade melhor pra si viver, que nosso cidadão tenha orgulho de viver em nossa cidade e fazer de Jaboticabal voltar a ser a locomotiva da nossa região e não apenas sermos vagões.

Aciaja – Qual a situação real da dívida do município e quais as medidas para saná-la?

Júnior De Vitto A Prefeitura se encontra numa situação financeira preocupante, com uma dívida milionária cujo problema não medirei esforços para resolver. Primeiro, vale lembrar que o orçamento é aprovado de um ano para o outro, ou seja, o orçamento de 2017 está sendo feito nesta gestão. Para equilibrar a situação da Prefeitura é preciso planejamento, gestão eficiente, transparência nos processos licitatórios, corte de cargos comissionados, renegociação de contratos, diminuição de despesas, fusão de secretarias e estabelecimento de prioridades e, para tudo isso, é preciso nomear assessores competentes e comprometidos com a cidade.

Aciaja – O que considera o principal desafio para o próximo prefeito do município?

Júnior De Vitto O maior desafio é justamente sanar as contas municipais em virtude da situação financeira em que se encontra a prefeitura, sem deixar de investir na área social, saúde, educação e emprego e motivar os servidores municipais, pois dependemos deles para disponibilizar os serviços à população.

Aciaja – Quais são os principais aspectos de seu programa para o desenvolvimento econômico do município?

Júnior De Vitto Irei implantar no município um programa de incentivos fiscais, concessão de áreas, levantar o número de processos referentes à abertura de novos negócios com os respectivos gargalos, desburocratizar a tramitação de processos de abertura e ampliação de novas empresas, terminar a infraestrutura do Distrito Industrial, reorganização da Incubadora, reestruturação da INAGRO, fazer parcerias com o sistema S, universidades e institutos visando à qualificação de mão de obra especializada e, com isso, implantar o Centro de Inovação Tecnológica para estimular o crescimento e a competitividade das micro e pequenas empresas em parceria com a UNESP. Com isso, o nosso objetivo é integrar Jaboticabal ao Sistema Paulista de Inovação Tecnológica.

Aciaja – Qual é a sua pauta para a criação de um ambiente de empreendedorismo em Jaboticabal?

Júnior De Vitto O primeiro aspecto é levantar as potencialidades da cidade, visto que as ações precisam partir de pesquisas quantitativas e qualitativas nas quais serão apontadas as tendências e possibilidades de investimentos para que, a partir desses números, possa ser feito o planejamento contendo todo o direcionamento e possíveis parcerias para concretizar as ações que constam na questão anterior.

Compartilhar

Eleições 2016 – Hori e Vitório de Simoni

Qual é o caminho para o desenvolvimento de Jaboticabal?

Nasceu em Jaboticabal em 1962, é formado em prótese odontológica. Em 1994 assumiu a Casa do Menor Aprendiz Joanna de Ângelis. Foi presidente e coordenador da instituição por mais de dez anos. Fundou a Fundação Terapêutica Joanna de Ângelis, para tratamento de dependência química. Em 2000, foi o vereador mais votado na história de Jaboticabal. Em 2004 foi eleito Prefeito Municipal. Em 2008, foi reeleito com quase 70% dos votos.

Filho do ex-prefeito Adail Simoni. Há 26 anos atua no ramo de assessoria contábil e tributária. Em 2006, foi eleito Presidente do PMDB de Jaboticabal e é membro do PMDB Estadual. Presidiu a Emurja, foi secretário de Planejamento e da Fazenda do Governo Hori. Em 2012 foi um dos vereadores mais votados. Criou projetos como a Equipe Cidade Mais Limpa e Ação nos Bairros.

Partido: PPS
Número: 23
Coligação: É hora de defender Jaboticabal


Aciaja
– Por que se candidatar à Prefeitura de Jaboticabal? 

Hori – Fico triste ao ver minha cidade tão abandonada. Fui prefeito por 8 anos, conheço as dificuldades, mas sei que dá para fazer muito mais. Quero ver a cidade dos meus filhos voltar a se desenvolver, conseguir projetos em São Paulo e Brasília. Quero nossas crianças na escola ou nas EMECs ao invés de ficarem sozinhas nas ruas. Quero cuidar dos moradores da marginal e dar mais atenção aos nossos grandes mestres: os professores. A população precisa de serviços, mas também de ser atendida com carinho, com respeito. Vou lutar para nossa Jaboticabal voltar a ser essa cidade especial para se viver.

Aciaja – Qual a situação real da dívida do município e quais as medidas para saná-la?

Hori – Assumimos a prefeitura, em 2005, com uma dívida de 7% do orçamento. Baixamos para a metade – cerca de 3%. Penso que, hoje, podemos receber uma dívida muito maior em relação a de 2004. Pelos números apresentados na Câmara Municipal, a dívida a curto prazo está próxima de R$ 40 milhões e a de a longo prazo em R$ 350 milhões. Até o final do ano estes números ainda podem mudar. A única forma de sanar as dívidas é efetuar cortes nas despesas, como cargos de confiança e de secretários, renegociar contratos e diminuir o custo da máquina pública, desde que não comprometa o bom atendimento à população. É preciso muita experiência, atitude e pés no chão para reverter essa crise em Jaboticabal. Minha equipe está preparada para o desafio.

Aciaja – O que considera o principal desafio para o próximo prefeito do município?

Hori – Assim como em outras prefeituras, o principal desafio será equacionar as contas e colocar a casa em ordem. É uma tarefa bastante difícil. Vou voltar com vários projetos que implantei na minha gestão e são importantes para a população, mas que, infelizmente, foram extintos – como a entrega de uniformes escolares, a pesca no lago, o casamento comunitário, as aulas no contraturno escolar e o tratamento das pessoas dependes de álcool e drogas. Equacionar as contas, cuidar das pessoas que ficam na marginal, dar atenção aos nossos professores, aos funcionários públicos e voltar a ver nossa população ser atendida com o respeito e o carinho que merecem. Esses são os principais desafios.

Aciaja – Quais são os principais aspectos de seu programa para o desenvolvimento econômico do município?

Hori –  Diante de um quadro de crise financeira nacional, vamos buscar parcerias com os institutos econômicos, para realizar estudos que apontem qual o rumo que a economia local deve tomar nos próximos anos. Esses institutos devem ser a bússola de todo governante e essa parceria é mais do que necessária. Nós vamos conseguir dar a volta por cima e Jaboticabal voltará a gerar emprego.

Aciaja – Qual é a sua pauta para a criação de um ambiente de empreendedorismo em Jaboticabal?

Hori – Vamos reaquecer a economia para Jaboticabal voltar a ser 26ª cidade mais desenvolvida do Brasil. Oferecer oportunidades e abrir as portas do primeiro emprego é imprescindível.  Teremos um projeto especial para apoiar o jovem a dar primeiro passo na carreira. Vamos criar um Centro de Inovação Tecnológica (Incubadora), dinamizar e reorganizar a Incubadora de Empresas, oferecer incentivos fiscais para atrair novas empresas, incentivar o pequeno empresário e ampliar acesso aos cursos profissionalizantes. Todas essas ações serão fundamentais para deixar nossa Jaboticabal mais forte e voltar a gerar emprego.

Compartilhar

Eleições 2016 – Renata Assirati e Dr. Sergio Campi

Qual é o caminho para o desenvolvimento de Jaboticabal?

Renata Assirati é enfermeira. Possui especialização em Enfermagem do Trabalho e Prevenção e Controle de Infecção em Serviços de Saúde. Conta com experiência de oito anos como coordenadora de hospital.  Entre 2014 e 2016 foi a primeira mulher enfermeira a ficar à frente da mais complexa Pasta do município, a Secretaria de Saúde. É casada com o cirurgião dentista Carlos Assirati.

Dr. Sergio Campi é advogado há mais de 40 anos, formado pela Universidade de São Paulo, na Faculdade de Direito do Largo de São Francisco. Foi presidente da Ordem dos Advogados do Brasil – 6ª Subsecção. Hoje faz parte do Colégio de Presidentes da OAB/SP. Dr. Sérgio Campi descende da família de João Pinto Ferreira, fundadora de Jaboticabal.

Partido: PSDB
Número: 45
Coligação: A força da seriedade


Aciaja
– Por que se candidatar à Prefeitura de Jaboticabal? 

Renata Assirati  – Jaboticabal é um município com grande potencial de desenvolvimento. Ao mesmo tempo vivemos uma grave crise nacional de ordem econômica e moral. Enfrentar esses desafios com coragem, garra, determinação, com uma equipe técnica, mas com sensibilidade política, com ética, honestidade e transparência. Um plano de trabalho que priorize ações que resultem num ambiente propício à geração de novos negócios e sustentabilidade dos negócios existentes. Vencer esses desafios será nossa conquista para Jaboticabal. É isso que me motiva a ser candidata a prefeita. Fazer a diferença e deixar como legado que é possível sim fazer uma cidade melhor.

Aciaja – Qual a situação real da dívida do município e quais as medidas para saná-la?

Renata Assirati  –  A situação das finanças do município é a que foi apresentada na última audiência pública realizada na Câmara Municipal. Jaboticabal, assim como todo o Brasil, passa por momentos de dificuldade econômica. Para sanar a situação é preciso ter austeridade fiscal e controle dos gastos públicos, sem afetar os serviços essenciais. Não há milagres. O município tem que manter seu custeio com arrecadação própria. Não há verbas federal ou estadual que são destinadas ao pagamento de dívidas. Dizer que é só ir a São Paulo ou a Brasília buscar verbas com deputados não procede.

Aciaja – O que considera o principal desafio para o próximo prefeito do município?

Renata Assirati  –  Equilibrar as contas públicas, mantendo e aprimorando os serviços da saúde, da educação, da assistência social, da manutenção e limpeza da cidade.

Aciaja – Quais são os principais aspectos de seu programa para o desenvolvimento econômico do município?

Renata Assirati  –  Criar um polo para atração de empresas ligadas ao agronegócio, em parceria com a UNESP e outras instituições de ensino técnico e superior, com melhor aproveitamento da Incubadora de Agronegócios;
Estimular a criação e o desenvolvimento dos micro e pequenos empresários, por meio da desburocratização e simplificação dos processos para abertura de empresas; Manter e aprimorar a qualificação profissional, com foco nas demandas do município;
Trabalhar a atuação de Jaboticabal junto a Região Metropolitana de Ribeirão Preto, onde seremos sub-sede;
Estreitar relações com as entidades de representação empresarial, como ACIAJA e CDL;
Viabilizar o funcionamento do Distrito Industrial;

Aciaja – Qual é a sua pauta para a criação de um ambiente de empreendedorismo em Jaboticabal?

Renata Assirati  –  Temos duas incubadoras de empresas em Jaboticabal. Ambas precisam ser repensadas e reformuladas para atender as demandas dos empreendedores. Como farei isso? Temos a UNESP, a FATEC e outras faculdades e escolas técnicas. Unir todo o conhecimento gerado por estas instituições de ensino e aplicá-lo no desenvolvimento do empreendedorismo, por meio de parcerias estratégicas que integrem as instituições de ensino e pesquisa e as empresas, com apoio de entidades como o SEBRAE, ACIAJA e CDL, será fundamental para criarmos um ambiente de empreendedorismo e inovação empresarial. Atender não somente as empresas incubadas mas, também, as empresas já estabelecidas na nossa cidade e dar suporte técnico para aprimoramento da gestão e da inovação. São ações que desenvolverão a cultura empreendedora e criarão em nosso município um ambiente favorável ao empreendedorismo. Nossa meta é tornar Jaboticabal referência regional em empreendedorismo.

Compartilhar

Eleições 2016 – Professor Emerson e Nelsinho Gimenez

Qual é o caminho para o desenvolvimento de Jaboticabal?

Emerson Camargo é professor da rede pública e privada de ensino, tem 37 anos, é casado e nascido em Jaboticabal. É formado em história e filosofia, além de mestrando pela USP em Gestão Escolar. Foi assessor técnico em educação e vereador entre 2009 e 2012, trabalhando pela saúde e cumprindo seu papel como fiscalizador do executivo. Profissional pautado pela ética, transparência e respeito com cada eleitor.

Nelsinho Gimenez é de uma tradicional família jaboticabalense, casado e pai de dois filhos. Formado em administração, é proprietário de uma empresa de consultoria agrícola e une pontos extremamente importantes para a gestão de Jaboticabal: a sua capacidade administrativa e presença no ramo do agronegócio, um dos setores mais fortes do nosso município e região, gerador de emprego e renda.

Partido: PEN
Número: 51
Coligação: É preciso acreditar. Chegou a hora da mudança! #Muda Jaboticabal


Aciaja
– Por que se candidatar à Prefeitura de Jaboticabal? 

Professor Emerson  –  Existe uma cidade possível: mais justa, com a participação da nossa população e com os pés no chão. Me preparei para este momento e, ao lado do meu vice Nelsinho Gimenez, que terá total autonomia para contribuir com a nossa cidade com a sua capacidade em gestão, vamos colocar Jaboticabal nos trilhos de forma sólida e com uma política olho no olho. Ciente das dificuldades, mas, ao mesmo tempo, certo de que estou pronto para mudar o cenário municipal.

Aciaja – Qual a situação real da dívida do município e quais as medidas para saná-la?

Professor Emerson  –  A nossa cidade passa por uma grave crise econômica e com expectativa de orçamento reduzido para 2017. Teremos mais de R$40 milhões em dívidas e poucos recursos em caixa. Para sanar os problemas financeiros será preciso diminuir contratações, revisar os contratos em andamento e reorganizar a estrutura pública. Estaremos também em São Paulo e Brasília em busca de apoio dos governos Estadual e Federal. Nossa cidade não pode parar.

Aciaja – O que considera o principal desafio para o próximo prefeito do município?

Professor Emerson  –  É muito difícil apontar apenas um. Com a previsão de uma grande dívida e orçamento menor, todas as pastas serão afetadas. Nosso grande desafio é fazer com que a nossa casa se torne sustentável com menos recursos. Há uma expectativa de melhoria na economia a partir de 2017 e, caso isso se confirme, poderemos ter melhores condições para administrar Jaboticabal. Temos que sanar as dívidas e desenvolver nosso município ao mesmo tempo, com mais saúde, educação, geração de emprego e melhores condições das nossas vias e limpeza pública.

Aciaja – Quais são os principais aspectos de seu programa para o desenvolvimento econômico do município?

Professor Emerson  –  Em conjunto com as empresas, associações, entre outros, criar o plano de metas de desenvolvimento econômico. O nosso plano tem por objetivo alinhar as necessidades e demandas econômicas do município, traçando um perfil vocacional da economia com intuito de impulsionar ainda mais o setor produtivo e consumidor. Censo das necessidades do mercado, estudos sobre redução de impostos para estímulo das empresas existentes e atração de novas, qualificação e formação continuada, “startups”, uma parceria com a Unesp e desenvolvimento do Polo Agrotecnológico são apenas algumas das ações.

Aciaja – Qual é a sua pauta para a criação de um ambiente de empreendedorismo em Jaboticabal?

Professor Emerson  –  Temos que buscar parcerias com nossas empresas, oferecermos cursos qualificantes e uma estrutura para que nossos jovens possam crescer em Jaboticabal. O governo do Estado de São Paulo já se manifestou a favor de Jaboticabal, além da própria FCAV/UNESP que tem interesse em desenvolver pequenas empresas dentro do campus. Em nossas visitas às empresas, também somos cobrados por mais cursos profissionalizantes, tanto pelos empresários quanto pelos funcionários. E nós vamos trazer.

Compartilhar

Eleições 2016 – Mirian Baccarin e Nelson Roberto Barbieri

Qual é o caminho para o desenvolvimento de Jaboticabal?

É Engenharia Agronôma formada pela Unesp de Jaboticabal com Mestrado pela Esalq. Foi professora no Colégio Agrícola de Franca. É funcionária concursada do Fórum de Jaboticabal há 30 anos. Participou do Conselho Nacional de Segurança Alimentar e Nutricional – CONSEA. Foi Vereadora em Jaboticabal. Presidiu o Fundo Social de Solidariedade na administração de José Giacomo Baccarin. Criou o grupo Lazer na 3ª Idade.

É agricultor e produtor de goiaba. Formado em Ciências Econômicas pela Faculdade Moura Lacerda de Ribeirão Preto. Foi presidente e Conselheiro do Jaboticabal Atlético. Trabalhou n a Construção do Conjunto Poli Esportivo com inauguração no ano de 1993. Administrou o Poliesportivo. Ligado à comunidade católica.

Partido: PT
Número: 13
NÃO TEM COLIGAÇÃO


Aciaja
– Por que se candidatar à Prefeitura de Jaboticabal? 

Mirian Baccarin – Um dos motivos é o carinho que tenho pela cidade e pela população de Jaboticabal. Outro motivo é que entendo que Jaboticabal merece uma administração mais dedicada e com maior determinação. Temos que ter maior capacidade de diálogo com todos os segmentos sociais da cidade e executar as ações públicas pensando no bem da maioria e não direcioná-las para um ou outro grupo. É fundamental que as ações sociais sejam priorizadas, na saúde, educação, promoção social. Acho que a experiência que acumulei em atividades públicas, bem como o apoio de minha família, será fundamental para ser uma Prefeita a altura das atuais necessidades de Jaboticabal.

Aciaja – Qual a situação real da dívida do município e quais as medidas para saná-la?

Mirian Baccarin – Não se resolve problemas financeiros cortando-se os gastos sociais. Fiquei muito triste quando vários projetos de nossas Entidades de Assistência Social foram interrompidos pela gestão atual no segundo semestre de 2016. Enfrentaremos os problemas financeiros com melhor planejamento dos gastos e com um forte corte nos cargos em confiança da Prefeitura. Se apostarmos na maior coesão e dedicação da equipe administrativa, podemos fazer mais com menos gastos.

Aciaja – O que considera o principal desafio para o próximo prefeito do município?

Mirian Baccarin – São vários desafios. Um que merece ser destacado é o problema de saúde pública. Em meu entendimento, faltou melhor gerenciamento ao Sistema Municipal de Saúde. Por exemplo, a Unidade de Pronto Atendimento está sobrecarregada com consultas que deveriam ser feitas na Rede Básica, nos CIAFs. Além de tratar das pessoas, quando elas adoecem, temos que trabalhar com mais afinco na prevenção de doenças.

Aciaja – Quais são os principais aspectos de seu programa para o desenvolvimento econômico do município?

Mirian Baccarin – Voltamos a ter um problema grave no abastecimento de água, temos que resolvê-lo, assim como é necessário melhorarmos as ligações viárias entre as regiões da cidade. Além disso, a Prefeitura pode colaborar com os investimentos privados em vários setores de nossa economia, com capacitações, assessorias, compras públicas feitas no município, diminuição de burocracia e do tempo necessário para abertura de empresas, entre outras ações.

Aciaja – Qual é a sua pauta para a criação de um ambiente de empreendedorismo em Jaboticabal?

Mirian Baccarin – Temos a felicidade de contar em nossa cidade com quatro cursos superiores em Administração, com alunos e professores que podem ajudar a disseminar vários conhecimentos para a gestão privada dos negócios. Temos que revitalizar a incubadora de empresas e dar condições de funcionamento ao distrito industrial. Há muita gente querendo abrir um novo negócio em nossa cidade, em todos os ramos da economia. A Prefeitura pode contribuir para isso e fazer nossa economia mais pujante e com mais oportunidade de emprego.

Compartilhar

Os benefícios do planejamento societário e sucessório

Cada vez mais difundido, o planejamento societário e sucessório vem possibilitando, sobretudo às empresas familiares, maior organização e eficácia em sua governança, permitindo a disposição e a partilha dos bens e, principalmente, economia tributária. Para proporcionar às empresas todas as vantagens de um planejamento eficaz, é essencial que seja observado qual a melhor forma societária a ser utilizada no caso concreto para alcançar os resultados esperados. A constituição de uma sociedade, com o intuito de levar a efeito um planejamento (seja societário ou sucessório), deve ser analisada de forma criteriosa, levando-se em consideração a forma de sociedade (sociedade anônima, limitada, etc.), as estratégias de negócios, a forma de administração, o mercado, entre outros fatores.

Um planejamento apropriado, busca, através de contratos e formalizações coerentes, “aprimorar a administração e gestão, proteger os bens e interesses dos sócios e da sociedade”. Aliado ainda a outros institutos -acordo de cotistas/acionistas e um plano de governança corporativa – podem trazer uma valorização maior à empresa, estimulando o interesse de novos investidores. A elaboração de um contrato social ou estatuto social baseado em análises adequadas sobre possíveis situações futuras (sucessão, incorporação, fusão, dissolução, blindagem patrimonial, etc.), podem garantir uma convivência harmônica aos interesses dos sócios, aperfeiçoando e agilizando o poder decisório e garantindo assim um crescimento orgânico. As disposições gerais de tais instrumentos devem ser constituídas de acordo com as peculiaridades de cada sociedade, especificamente.

Portanto, todas as empresas (pequena, média e grande porte), necessitam de um bom planejamento, tanto societário e sucessório, quanto tributário, afim de garantir maior estabilidade e segurança aos sócios/acionistas e maior valor à empresa.

Compartilhar