Notícias

InícioJornal Aciaja - Edição MarçoIpeja traça perfil do Comércio de Jaboticabal

Ipeja traça perfil do Comércio de Jaboticabal

O Instituto de Pesquisas de Jaboticabal – Ipeja, vinculado à Aciaja, apresentou em fevereiro os resultados da pesquisa realizada junto a estabelecimentos comerciais do município.

Foram pesquisadas lojas situadas em um quadrilátero central do município, delimitado pela Avenida da Saudade, Rua Juca Quito, Avenida Carlos Berchieri e Rua Castro Alves. Ao todo, os entrevistadores percorreram 22 ruas e avenidas compreendidas no interior desse quadrilátero.

Foram identificadas 378 empresas neste setor, e 223 aceitaram responder o questionário e participaram da pesquisa.

“As pesquisas voltadas para o setor produtivo são fundamentais para que nossos empresários possam mensurar investimentos, elaborar estratégias de vendas e entender a concorrência. É um instrumento vital para a continuidade do negócio, principalmente em períodos de recessão econômica”, afirma Arthur Dória Guzzo, Presidente da Aciaja.

Esta é a segunda pesquisa setorial do instituto, que já mapeou, em 2016, a indústria local.

Base de Dados

Para iniciar a pesquisa, o Ipeja utilizou a base de dados do Instituto Brasileiro de Planejamento e Tributação (IBPT), que registrava 815 CNPJs na região delimitada pela pesquisa vinculados a estabelecimentos comerciais.

Desses, foram identificados 378 empresas em atividade, das quais 223 responderam o questionário.

-> ROUPAS E ACESSÓRIOS
21% das empresas pesquisadas (47 estabelecimentos) são enquadradas no ramo de comércio varejista de artigos do vestuário ou acessórios; ou seja, lojas de roupas e similares.

-> VARIEDADE
Os estabelecimentos de materiais de construção, peças para automóveis e lojas de móveis, colchões e artigos de iluminação representam, cada um, cerca de 4% do total de estabelecimentos consultados.

-> ESTABILIDADE
A maior parte das empresas tem entre um e 10 anos de atuação no mercado (37,2%).

A tabela também evidenciou a estabilidade das empresas de Jaboticabal: cerca de um quarto dos estabelecimentos tem entre 11 e 20 anos de funcionamento; e 20% estão há mais de 30 anos no mercado.

-> DIFICULDADES

As empresas pesquisadas apontaram a crise econômica e a carga tributária como as principais dificuldades para manter o funcionamento de sua loja. Em seguida vem a inadimplência.

E A PESQUISA COM O COMÉRCIO CONTINUA…
Na próxima etapa da Pesquisa do Comércio, o Ipeja vai coletar dados das empresas que estão fora do quadrilátero central que compôs a amostragem inicial do levantamento.
Empresário: Participe!

NOVAS PESQUISAS EM 2017
O planejamento de pesquisas do Ipeja para 2017 prevê a realização de uma pesquisa sobre orçamento familiar dos moradores de Jaboticabal. Além disso, o instituto vai realizar o levantamento dos setores de Serviços e Agronegócios, parte dos objetivos iniciais da criação do Ipeja, de mapeamento de todo o setor produtivo de Jaboticabal.

“Desde a criação do instituto, ampliamos nosso leque de atuação e expandimos nossas atividades. Com isso, conseguimos atuar em várias frentes: estamos atualizando toda a base de dados do setor produtivo do município e realizamos pesquisa de preços referentes a diversos períodos sazonais”, afirma o professor Adriano dos Reis Lucente, pesquisador responsável do Instituto.

Para continuar crescendo e oferecendo ainda mais informações para o setor produtivo, o Ipeja, por meio da Aciaja, conta com o apoio dos empresários.

“O Ipeja é fundamental para o desenvolvimento das empresas de Jaboticabal, pois fornece dados e estatísticas fundamentais para nortear as decisões dos empresários. Por isso, precisamos de todo o apoio para que ele continue em atividade”, completa Arthur Guzzo.

Compartilhar

Escrito por

O autor não adicionar qualquer informação a seu perfil ainda

Deixe um comentário