Notícias

InícioNotíciasSaúde e segurança de clientes e colaboradores

Saúde e segurança de clientes e colaboradores

Durante videoconferência, realizada no dia 6 de agosto, o presidente da Unimed Jaboticabal, Dr. Luiz Roberto Lins Ferraz, falou sobre aspectos que envolvem a Covid-19. O público inscrito foi formado por empresários da cidade, atentos para conhecer as melhores formas de preservar a saúde e a segurança de clientes e colaboradores.

Dr. Ferraz explicou que os coronavírus são uma grande família, conhecida desde o começo do milênio pela medicina, composta por vírus que causam doença respiratória, e principalmente presente entre animais. No entanto, sete destes vírus são conhecidos por causar doenças em seres humanos. O MERS-CoV, que foi identificado em 2012 como a causa da síndrome respiratória do Oriente Médio (MERS); e o SARS-CoV, que foi identificado em 2002 como a causa de um surto de síndrome respiratória aguda grave (SARS).

O Dr. Ferraz explicou como é feita a transmissão do SARS-CoV-2, lembrando que o contágio acontece, principalmente, pelo tato e partículas suspensas no ar. Portanto, é imprescindível não levar as mãos ao rosto antes de lavá-la, manter o distanciamento e usar máscara. Segundo ele, todas as informações acerca do vírus são ainda muito recentes. “Por exemplo, não se tem dados confiáveis sobre a transmissão fetal”, disse. Ele reforça que pessoas aglomeradas em filas e sem máscara são as que correm mais risco, além, é claro, das que possuem comorbidades.

O médico tranquilizou os participantes sobre a contaminação em empresas. “O ambiente de trabalho, com raras exceções, costuma ser um dos mais seguros. A empresa adota normas de prevenção e diante de qualquer suspeita já afasta o colaborador. As normas são muito respeitadas, o que reduz muito os riscos”, comentou. Ele informou que o tratamento ainda é polêmico, mas que no caso local é feito com anticoagulantes e uso de ventiladores, quando necessário e na hora certa.

Segundo ele, em Jaboticabal, a Unimed começou a tomar providências muito cedo, devido a um grupo que esteve em situação de risco e circulou pela cidade. O presidente da Aciaja, Maurício Palazzo Barbosa, agradeceu a participação do médico e sua atuação no sentido de quebrar mitos e oferecer aos empresários mais informações para tomarem decisões acertadas. “O comércio e as empresas têm lidado muito bem com a prevenção. Não adianta interrompermos as atividades laborais, enquanto festas e aglomerações são realizadas em outros locais. O principal é trabalharmos seguindo as normas dos agentes de saúde”, encerrou Maurício.

Compartilhar

Escrito por

O autor não adicionar qualquer informação a seu perfil ainda

Deixe um comentário